2012: Ascensão e Queda dos Pequenos Homens

Este parece ser o ano onde os pequenos homens chamarão muita atenção. Para o bem e para o mal. Muitos cairão. Vão sucumbir ao peso de seus sonhos de grandeza ridículos. Outros infestarão por aí como pequenos mosquitinhos da dengue: você mal os vê, mas eles causam uma barbaridade. Ocuparão espaços. Em 2012, não estaremos sossegados, não teremos paz com estes pestinhas.

A ameaça de uma grande queda vai atormentar o baixinho Sarkô, o nem tem verticalmente privilegiado Obama e o minúsculo ursinho da estepe Putin. E acima de tudo, o ínfimo, o minúsculo, o infinitesimal Chavez. Este, se tudo correr bem, será finalmente levado para a sua máxima pequenez absoluta. Os demais até podem se safar, mas sofrerão, e terão de diminuir ainda mais para se manter acima da linha d’água.

Os pequenos  J Edgar Hoover (mal chegava a 1,70), de Clint, Hugo, de Scorcese e Tintin, de Spielberg aportarão por aqui em grande estilo e terão a árdua e provavelmente inglória tarefa de combater a Dama de Ferro (Meryl Streep). O pequenino Oscar já se movimenta na prateleira. Na direção da Grande Dama, é claro.

Expectativas dignas de Dickens para os italianinhos Modigliani (1,65cm), Caravaggio (1,70) e De Chirico (ok, grego, mas de mãe e pai italianos). Para quem puder, e para fazer contraponto a esta série de piccolli ridotti, em Londres até 5 de fevereiro pode-se admirar as obras de Da Vinci, o grande, que era grande mesmo (1,90cm!), na National Gallery.

O pequeno Michael Bloomkvist vai se curvar, de novo, diante da grande, apesar de miudinha, Lisbeth, já em 27.01.

O cavaleiro das trevas se erguerá, diz o título do filme, mas na boa na boa este quarto filme decretará seu fim nas telonas. E Chris Nolan pelo jeito terá sua pequenez revelada, já que parece que ele não conseguiu se livrar muito de A Origem.

De grandes homens mesmo em 2012, comemoraremos os 100 anos de Nelson Rodrigues e veremos em São Paulo Thiago Abravanel encarnando o Tim Maia. Grande personificando Grande.

Maria Rita vai cantar Elis em março. Grandes mulheres.

Voltando aos pequenos, os endiabrados, enfurecidos espanhoizinhos seguramente vão levantar outra taça, na Euro 2012. Mesmo sem Messi, o pequeníssimo maior de todos, que não pode jogar a Eurocopa, porque, apesar de toda a crença de seus compatriotas, a Argentina não fica na Europa.

O Brasil Grande apareceu muito neste final de 2011, indo para sexto lugar no ranking do PIB. Em 2012, o Brasil Maior Ainda se aproximará ainda mais dos Tigres Asiáticos e mostrará de forma inequívoca toda a sua pujança. Teremos a Golden Week brasileira, da noite de 14 novembro, pré-feriado da República,  até a manhã do dia 21, pós-feriado da consciência negra. Duas pontes seguidas, 6 dias de folga in a row, coisa de país gigantesco, enorme, esparramando em seu bercinho nem tão esplendoroso assim. 

Pequeno, aliás.  Que se fará notar em 2012. Na Rio+20 em julho, para escancarar as deficiências da cidade maravilhosa, nas eleições em outubro para alçarmos de novo vários políticos incompetentes, homens mínimos, homens nulos, aos cargos públicos. É muita pequenez.

Um bando de diminutos, porém, vai vingar a raça destes seres ínfimos e nos fará alegres de novo. Terra Média,  O Anel e, este sim uma pequena grande maravilha, o precioso Gollum. Os Hobbits chegarão em Dezembro, oxalá, salvando o ano da praga de indefectíveis seres mal acabados que não prestam para nada.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s