Angry Birds

Edgar se acomoda para o café-da-manhã. A mesa posta, como todo dia, os pães fresquinhos na cesta, o leite fumegando na leiteira. Seu jornal, já arrumado e separado na ordem dos cadernos preferidos, posicionado em diagonal à sua xícara, para facilitar a leitura. O estrilar gostoso do canto dos canários vindo da área de serviço, como sempre a melodia preferida do Edgar para acompanhar o café. Ops.

Edgar levanta os olhos do jornal e ouve atentamente um instante mais. Os canários não cantavam naquela manhã.

– Aldete ?

– O que é, Edgar?

– Pio e Pia não estão cantando, você percebeu?

Aldete faz um trejeito com a cabeça, com a intenção de abrir os ouvidos.

– Não……

Edgar acha aquilo muito estranho.

Na manhã seguinte outra vez os canarinhos não cantam. Edgar resolve ir ver os bichinhos. Impassíveis, o casal não dá nem sinal de ter reparado na chegada do dono. Os dois inclusive dão as costas para ele e passam a olhar pela janela, aparentemente para a garagem lá em baixo.

No terceiro dia Edgar perceber que um colchão de penas está começando a se formar no piso da gaiola. Nem um pio do Pio ou da Pia se escuta na casa o dia inteiro.

– Pedro?

– Fala coroa.

– quando você veio aqui no Domingo…fez alguma coisa para os canários?

– que é isso, velho?

– ahn….esquece.

No quarto dia Edgar assusta-se com o que ele acha que é a perda de peso dos passarinhos. Decide levá-los ao veterinário.

– Senhor Edgar, eles não tem nada. Os exames estão perfeitos.

– Mas eles não cantam mais!

– Ambos sistemas vocais perfeitos.

– E as penas que caem e esta magreza?

O veterinário dá de ombros.

– Eles não tem nada.

Edgar não se conforma com o diagnóstico, mas decide averiguar.

– Aldete?

– Sim?

– Você tem posto água e alpiste certinho?

– Certinho. Três vezes ao dia. E limpo a gaiola regularmente.

Edgar vai até a área de serviço e encontra-os olhando para a garagem.

– Por que será que deram para olhar tanto lá para baixo?

– Sei lá, diz Aldete.

Neste instante, Edgar flagra os canários com cara de quem está fazendo um esforço incrível. Os bichinhos se posicionam de tal modo que conseguem salpicar o carro do Edgar, lá embaixo na garagem, com seus branquinhos peculiares. Edgar vai até a janela, e nota que o carro tem recebido a visita regular dos dois, que cobrem com suas coisinhas imundas a lataria do veículo de forma implacável. Toda a traseira parece um esboço em pointillé.

– Eu serr um grande obserrvadorr dos pajaros, diz o alemão.

Edgar o havia encontrado em uma reportagem do jornal, sobre entusiastas da natureza. O homem com aquele cavanhaque esquisito havia declarado que não só olhava, estudava e admirava os pássaros, como também os “entendia”.

– Preciso saberr o que meus canários têm, diz num esforço de comunicação.

– Eles irrados com o senhorrr.

– errados? Sim, claro. Mas como consertar?

non errrrados, irrados!

Edgar olha o homem com incredulidade.

– Irados? brabos?

– Já, já. Brrrabos. Muito brrrabos.

– Por que?

– eles me dizer que já non son parrrte do família.

Edgar volta para casa, cabisbaixo. Devolve a gaiola para a área de serviço. Os canários dão às costas para ele imediatamente. Não são parte da família?

Os dias seguem e Edgar já não consegue ter seu café-da-manhã, nada apetece. Decide lavar o carro, que já estava ganhando ares de um grande borrão branco.  Limpando-o, vai se revelando o adesivo de bonequinhos, à esquerda da placa, que ele nem tinha percebido antes. Talvez Pedro tivesse posto.

Edgar se reconhece na figura gorducha e careca, de mãos dadas com uma Aldete de rabo-de-cavalo e óculos. Ao lado de Aldete, o filho Pedro, cabeleira imensa e prancha de surfe, de mãos dadas com a namorada, que segura uns livros. Deitado do outro lado de Edgar, o cãozinho Trotsky, o buldogue enrugado da família, que passa o dia dormindo, de velho.

Todos ali representados, naquelas figurinhas coladas à lataria.

Menos os canários.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s