Não vai dar Oscar, mas deu BAFTA

O Oscar desprezou os filmes suecos da série Millennium, e sendo assim nenhum deles foi nomeado para melhor filme estrangeiro. Noomi Rapace, que interpretou Lisbeth Salander barbaramente,  foi completamente esquecida pela AMPAS, como previsto. O terreno fica assim preparado, menos difícil, para David Fincher e suas refilmagens. Em compensação, os britânicos não só indicaram como concederam o BAFTA de melhor filme não falado em inglês para “Man hat som kvinnor” (ou Os homens que não amavam as mulheres, ou ainda The Girl with the Dragon Tattoo), em um merecido reconhecimento para os produtores suecos da Yellow Bird que levaram para a Telona com muita eficiência e sensibilidade a obra de Stieg Larsson. Veja aqui o momento da premiacão, e o justíssimo agradecimento do produtor à Stieg Larsson e a sua atriz principal. Notem que os aplausos da platéia são efusivos tanto quando Stieg é citado, como quando é a vez de Noomi.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s