Irã, não te odeio mais

Cover of "Persepolis"
Cover of Persepolis

A idéia de Irã hoje é muito reduzida pelos problemas que achamos são mais ou menos comuns a todos os países e povos daquela região do Globo.  Agravada pela liderança maluca do Ahmadinejad, o Ira é tido por muitos como uma aberração.  Ler Persepolis revela uma elite persa que foi surpreendida pela Revolução Islâmica de 1979, que culminou com a queda do Xá e com o fim do estado laico naquele país. A história de uma jovem que viveu sua adolescência no meio destes acontecimentos, que viu seus familiares perseguidos e que acaba por emigrar para a Áustria, é contada nesta HQ de forma muito sensível por Marjane Satrapi. Ler Persepolis lembra ao geógrafo aqui a velha Pérsia de Dario, do país progressista de antes da revolução e de como os interesses das grandes nações ocidentais acabaram por afetar o destino do Irã moderno. As tirinhas são visualmente agradáveis, poéticas e comunicativas. Altamente recomendável, embora, é preciso dizer, muitas a leitura suscite duvidas quanto aos reais interesses da tal elite progressista de Teerã. Será mesmo que eles queriam ajudar o seu país ou estavam apenas usando a resistência como argumento para manutenção de seus privilégios e futilidades?

Persepolis virou também um aclamado filme de animação. A ver. Já deixei de odiar, com o filme, talvez possa até a gostar do Irã.

é isso ai,

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s