Woody: deu tudo certo!

É, mais um filme de Woody Allen. O que ele pode nos apresentar de novo, se perguntam alguns? Bem, na boa na boa mesmo, se ele continuar nos apresentando o velho e bom cinema de sempre, já dá para sair ganhando de uns 6 a zero, não é mesmo? Em “Tudo pode dar certo” (Whatever works), temos o velho e bom Woody de novo, depois da fase européia, nos apresentando a sua baforada anual de inteligência e cinismo. E deu tudo certo mesmo neste filme, incrivelmente atual, mesmo sendo um roteiro de 1977. O elenco está sensacional, o roteiro é um tiroteio de boas piadas e sacadas geniais, sem falar nas críticas que rolam a torto e a direito, contra tudo e todos: religião, costumes, direita americana, nada para de pé depois dos 90 minutos. Allen também não perde o tom ao inserir uma enormidade de citações, de Conrad a Heisenberg, todas a serviço do roteiro. Este não está, porém, a serviço da verossimilhança. As viradas dos personagens são tão caricatas quanto implausíveis. Mas Allen não está preocupado com isso, o que ele quer nos fazer chegar é justamente uma reflexão sobre a Vida. Afinal, vale ao não vale a pena? Ele parece nos perguntar, se tudo acaba, por que sofrer? Nas palavras de Boris, o personagem de Larry David:

“Se eu tenho que comer nove porções de frutas e vegetais todos os dias para viver, eu não quero viver. Eu odeio frutas e vegetais. E seus Omega-3, a esteira, o cardiograma, o mamograma e, ô meu Deus, a colonoscopia! E mesmo com tudo isso, ainda chega o dia em que eles vão te colocar em uma caixa…”

Daí vem a explicação para o título do filme, que melhor traduzido, seria algo como “qualquer coisa serve”. Qualquer coisa serve para combater o Horror, o fim inevitável, a apatia e os absurdos que nos cercam. Qualquer coisa serve para o caminho.

Woody parece ter aproveitado o frescor dos seus filmes mais recentes, como Match Point e Vicky Cristina Barcelona e aplicado às velhas fórmulas, como em Annie Hall e Interiores. O resultado é muito satisfatório, muito mesmo. Então, mesmo fazendo mais do mesmo, Allen entrega um produto superior, cinema de qualidade e diversão garantida. E rebate o título de seu filme, nos entrega não qualquer coisa, mas algo de valor para a caminhada.

É isso aí,

Advertisements

One thought on “Woody: deu tudo certo!”

  1. Também vi o filme e adorei. É isso tudo ai mesmo!! Uma viagem de constataçoes com o bom e irreverente Woody Allen.
    Um abraço!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s