As homenagens de Almodovar em “Abraços Partidos”

Fui ver o último Almodovar. Esperava mais, porque “Volver” havia sido muito bom. Mas algo faltou, embora todos os elementos típicos de Almodovar estivessem ali, presentes. O que me leva a crer que esse erro que estou buscando tenha sido causado pelo roteiro, por uma certa falta de timing. Acontece com os melhores. Mas as homenagens que o autor rendeu ao longo do filme são realmente tão interessantes, que vale um olhar mais atento. Eu identifiquei Hitchcock, talvez até em demasia, pela música, pela cena das sombras na janela, pelo clima de suspense em certas passagens da trama. Almodovar cita a si mesmo, com a óbvia “refilmagem” da cena de Mulheres a beira de um ataque de nervos”, talvez na sequência mais genial do filme. E ele dá um jeito também de citar todos os seus diretos favoritos, na cena da escolha do DVD. São mencionados, Malle, Ray, Fellini. O filme dentro do filme, rende homenagem a vários, mas para mim, ele quer homenagear Truffaut (A noite americana). Já Penelope Cruz se caracteriza como Audrey Hepburn e como Marylin nas cenas de sua audição. E você, encontrou alguma homenagem que não citei aqui?

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s