Crítica do cinema francês – A professora de piano

Este vencedor de Cannes em 2001 eu ainda não havia visto e ….uau! Deu para entender porque Haneke depois fez a obra-prima Caché. Um filme bastante ousado, excelente na narrativa e na interpretação de Isabelle Huppert, que consegue transmitir muito com o mínimo de gestual. É fascinante quando, em closes de seu rosto, de repente, sentimos um ligeiro movimento muscular, um leve tremor do olho e lá está todo o tormento, toda a dimensão da dor da personagem. Incrível. Por isso vale a pena ver em DVD. Para, volte e reveja quantas vezes forem necessárias para você poder captar a sutileza. Será que ela mexeu o nariz? Ou não?

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s